domingo, 12 de julho de 2009


Esta semana, a Marilia do Blog http://tudooquevcdeveriasabersobreocasamento.blogspot.com/ escreveu sobre "administrar o tempo", e eu lembrei desta frase que gosto muito:

"Quem tem tempo não é quem não faz nada: é quem consegue administrar o tempo que tem de modo a poder fazer aquilo que quer".

Quando o nosso tempo termina, acaba a nossa vida. Não há maneira de obter mais. Por isso dizemos que tempo é vida. Quem sabe administrar o tempo ganha vida, mesmo vivendo o mesmo tempo. Prolongar a duração de nossa vida não é algo sobre o qual tenhamos muito controle. Aumentar a nossa vida ganhando tempo dentro da duração que ela tem é algo, porém, que está ao alcance de todos.
Mas tudo começa com uma verdade tão simples que parece uma platitude: se você não sabe aonde quer chegar, provavelmente nunca vai chegar lá - por mais tempo que tenha.
Administrar o tempo, é saber planejar estrategicamente a nossa vida. Para isso, precisamos saber aonde queremos chegar e definir os objetivos. Onde quero estar, o que quero ser, daqui a 5, 10, 25, 50 anos? Depois é começar a estrategiar; transformar objetivos em metas e decidir como as metas serão alcançadas.
Administrar o tempo não é uma questão de ficar contando os minutos dedicados a cada atividade, como se fôsse escravo do relógio, é uma questão de saber definir prioridades, é ganhar autonomia sobre a nossa vida. É uma batalha constante, que tem que ser ganha todo dia. Basta um pouco de esforço e determinação. Uma ótima semana a todos !

2 comentários:

Aninha Leme disse...

é... conheço pessoas que gostam de dizer que estão na vida a passeio.
não vou discordar totalmente, mas eu não estou aqui passeando, não.
eu gosto de dizer que não tenho pressa, mas não tenho tempo a perder.

gostei do texto, me fez pensar.

beijos

Valéria Martins disse...

Isso me faz lembrar o Paulo Coelho, que deu entrevista à Caras dizendo: "O meu maior luxo é ser dono do meu tempo"... Ou seja, o cara chegou aonde queria e pode fazer o que quiser na hora em que quiser. Tudo de bom! Será que a gente consegue?

Beijos!