segunda-feira, 6 de julho de 2009

"ACESSÓRIOS EM VOGA"
"
Os sapatos femininos são o ponto alto da moda do momento. A roupa que veste o corpo, com o máximo de qualidade, seja básico, clássico, usável e prático, é o denominador comum, a base. As extremidades é que estão em alta; o cuidado deve estar na cabeça (cabelos), mãos (bolsas), pés (sapatos), olhos, (óculos escuros). Nestes quatro pontos, o mais importante são os sapatos, estes devem ser bonitos, lindos e maravilhosos! Ao menos devem ter sempre a qualidade aliada a uma criatividade chegada perto " do quase demais". Nesse limite, está à prova de sua capacidade de definição para não destruir o equilíbrio do todo. Nestas novas diretrizes e valores, os estilistas de calçados ficaram em evidencia, suas criações se tornaram objetos de desejo, um sonho de possuir um dia. Num ambiente de muito bom gosto, você descobre o que realmente nem sabia que estava procurando. Aquela bota que é linda, trabalhada, mas longe do vulgar, do fácil efeito, as sapatilhas de ponta bem arredondadas de cores vibrantes, que brilham ainda mais aos pés de um traje todo negro. Sapato de salto baixo e bico levantado, saltos os mais inusitados, tudo isso bem usado e com muito equilíbrio, dão o tom!
"AS ESCOLHAS QUE CONSTROEM ELEGÂNCIA"
Oferecer às pessoas o conhecimento do seu estilo, para que tenham condições de montar um guarda-roupa moderno e consciente, saindo do rigor das tendências é o mote do curso de Estilo e Guarda-Roupa Pessoal Prêt-à-Porter, ministrado por Roberta Gerhardt e Neca Gonzaga. Dividido em três módulos, prevê participações especiais e aborda os tipos físicos, códigos de vestir, universo da moda, moda de luxo, cores, dress code profissional e beauty, entre outros itens. Os encontros são realizados uma vez por semana, na Capital, no Hotel Sheraton, às segundas-feiras - tarde ou noite - e em Gramado, no Restaurante Santao, sempre aos sábados, das 10h às 12h. Informações podem ser obtidas no site http://www.robertagerhardt.com.br/ .
'A diferença entre uma mulher bem vestida e bonita para a feia e mal vestida é a escolha', diz Roberta Gerhardt, advogada que se especializou em Estilo e Dresscode. Num primeiro momento, é dado o conceito de estilo, que é construído, dentre outros fatores, de acordo com o modo de vida, biotipo e cultura da pessoa. Dividido em oito padrões, cada indivíduo possui um predominante, podendo reunir até três. Intimamente ligada, "a elegância tem a ver com autenticidade e pode ser lapidada, a partir do conhecimento". Na opinião da consultora, 'não ter um bom espelho em casa, não conhecer o seu tipo e não ter ideia do que valorizar e o que esconder', são os principais pecados que alguém pode cometer.
As possibilidades de cores e a cartela pessoal são de suma importância, na medida em que todos nós temos tons que levantam a aparência e outros que nos abatem. A imagem passada por meio das roupas, com sua linguagem, elementos-chave, looks sugeridos e antropologia integram os códigos do vestir. Formato do rosto, regras para uso do chapéu, tipos de óculos, corte e tons de cabelo são tópicos do segmento Beauty, que terá a contribuição do stylist Marlus Lisboa, dando dicas de enfeites de cabelo.
Em referenciais de elegância, Jacqueline Kennedy, Coco Chanel (foto) e Audrey Hepburn, são ícones citados por Neca Gonzaga, que atua no mercado de moda há 30 anos. Jackie, a jornalista que se casou com o presidente norte-americano e, após viúva, se uniu ao magnata grego, transitou por várias décadas, sempre como símbolo chique. Com um histórico de vida duro, a estilista Channel implementou as pérolas e o visual limpo, tendo como característica a 'elegância eterna'. Já a estrela de 'Bonequinha de Luxo' aprendeu com técnicas de interpretação que a vestimenta, era essencial na construção do personagem.

4 comentários:

Mônica disse...

Eu tenho um pé muito pequeno 31 e 32. Para comparar sapato de festa tenho que fazer e muitas vezes já fui de 33 e caí, o sapato rolou na frente. mas agora descobri uma sapataria que faz.
Vou até fazer outro daqui alguns dias.
Mas mesmo assim meu numero é dificilimo. então quando vejo compro dois de uma vez.
A um mes atras comprei 5 poirque estav liquidando. São todos de inverno.
Mas no verão é outra tristeza.

Minhas roupas . E uma vergonha , não sei comprar sozinha nada. Se minhas irmãs não estiverem por perto não compreo. Nem minhas cunhadas eu acredito. Só sei se está bom quando minhas irmãs dizem que sim.
E olha que sou a mais velha. Mas mame mandava fazer pela Loris e eu vestia. Fiquei preguiçosa.

felicidade para mim é te-las por perto. São voces que me fizeram mora mais aqui do que no interior.

Vou para lá semana que vem e ficarei o julho todo com Thais e meus outros sobrinhos Afranio e Tobias,
Vou sentir falta. Mas tenho que conservar minhas amigas.Tenho que dar um tempo, para não cansarem de mim. Se não quem irá me levar para a missa quando eu ficar velhinha?

Luz disse...

Lisa

Ah...se eu morasse ai.
Fantástico o post.
Perfeito e com mulheres que são hours concours em moda, elegância, charme, classe.....
Hoje coloquei uma bota e uma roupa simples. Mas o sucesso que fez....
Beijinhos

Elisa no blog disse...

Lisa,
Adoro Chanel.
Dizem que as japonesas são as maiores consumidoras de Chanel no mundo. Não sei se é verdade.
Não tenho cacife para comprar roupas e bolsas Chanel, mas há alguns anos só uso o baton Chanel.Muito bom.
Mas só compro em free shop de aeroporto que é mais barato.

beijos,
Elisa

Mônica disse...

Estarei no Rio hoje e semana que vem em santo antonio. Volto no fim do mês
Com carinho e saudade
Mas arrumarei um tempo de ve-las
Monica