quinta-feira, 25 de junho de 2009

"Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei, nem procurar culpados nem acusar, ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração?Uma coisa é saúde outra é obsessão.O mundo pirou, enlouqueceu.
Hoje Deus é a auto imagem. Religião é dieta. Fé só na estética. Ritual é malhação. Amor é cafona, sinceridade é careta, pudor é ridículo, sentimento é bobagem. Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção. Roubar pode, envelhecer não. Estria é caso de polícia. Celulite é falta de educação. Filho da puta bem sucedido é exemplo de sucesso.A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem?A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz, não pensa mais nada além da imagem, imagem, imagem.. estética, medidas, beleza.
Nada mais importa. Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda. Nada mais importa. Não importa o outro, o coletivo. Jovem não tem mais fé, nem idealismo, nem posição política. Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada. Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar, correr, viver muito, ter uma aparência legal, mas...
Uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, turbinados, aos vinte anos não é natural. Não é, não pode ser. Que as pessoas discutam o assunto. Que alguém acorde. Que o mundo mude. Que eu me acalme. Que o amor sobreviva."
(Por Rosana Hermann)

7 comentários:

GJ disse...

Inquietações quem não as tem...
Gostei do seu blogue. É diferente, muito pessoal. Vejo que temos para além da Luz outro amigo comum - o Carlos do Rochedo.
Beijinho.

Aninha Leme disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aninha Leme disse...

texto simplesmente divino!
adorei tudo e concordo 100% apesar de sofrer demais com todos esses padrões, tanto estéticos quanto morais. Só não me sai da cabeça a seguinte frase:
Ter uma razão para viver e uma causa pela qual morrer.
Hoje em dia todos colocam seus principios em segundo lugar por medo de não receberem respaldo, nem da sociedade e nem da lei...
sad but true.

beijos

Heloísa disse...

Lisa,
Passei para dar um alô. Texto muito bom.
Beijo.

Luz disse...

Lisa
Fantástico o texto. Perfeito e verdadeiro.
Tenho me inquietado muito com essa questão.
Beijocas

Mônica disse...

Eu acho que perdi algo, que não sei o que é.
Nunca liguei para roupas, cabelo, etc.
Era muito magrinha e papai brincava que eu não precisava fazer sacrifio de comida.
Hoje minha barriga está um horror. E peso 52 quilos sendo que a dois anos pesava 48;
Então comecei a fazer hidroginastica. Ainda estou na primeira aula. E se não chover vou na segunda as 5 horas.
Mas tenho que ir, porque daqui a alguns anos, não vou conseguir agachar, sem chorar de dor.

Com carinho Monica
E acho que o selinho tem um desafio.
Voce se importa de ler o meu, porque esqueci de copiar as regras para você.
Eta preguiça!

Anônimo disse...

Perfeita citação de Herbert Viana... Poeta, musico, cantor e humano... Sempre falando a verdade emexendo com nossos sentimentos... oa colocação no blog
;)