sexta-feira, 29 de maio de 2009

"EU SOU A PESSOA MAIS LINDA DO MUNDO"

Não, eles não são narcisistas, nem exibicionistas e muito menos aspirantes a top models. Mas se acham lindos! Altos, carecas, narigudos, gordos, baixos, magros, jovens ou nem tanto.. falam por que beleza é fundamental, mesmo quando ela não aparece só na forma de um rosto perfeito e de um corpo sarado.
Eliane é baixinha, tem 1,55 m de altura, e sabe que está longe dos padrões de beleza. Mas se acha linda: 'Sou gigante por dentro'. Andrea se olha no espelho e diz: 'Se fosse magra, não sei se me acharia bonita'. Correr atrás de um sonho é o que torna Gabriel especial. 'Deixei família e amigos para tentar ser músico em São Paulo.' Ou seja: existe algo que vai além da beleza-padrão, a que por vezes é indiscutível, como a das modelos que aparecem nas páginas de uma revista.
Em busca dessa resposta, uma das edições da Revista Marie Claire lançou uma enquete nacional sem revelar que se tratava de mais uma pesquisa da revista. Os anúncios colocados em outras publicações perguntavam: 'Você é a pessoa mais bonita do mundo?'. Mais de 500 participantes responderam 'sim' e explicaram, num texto curto, o porquê. Mandaram, ainda, uma foto que, segundo eles, revelava algo de sua personalidade.
Mas nem tudo mundo tira de letra. 'Ao tentar se encaixar nessas outras imagens, a pessoa corre o risco de se desvalorizar', diz a filósofa Marcia Tiburi. Além disso, a comparação pode levar a uma a uma gincana de exigências: torna-se imprescindível ser magra, alta, ter cabelos lisos, dentes brancos etc. Só que, muitas vezes, nem assim a pessoa se sente bela.
'Na verdade, tentar seguir um conceito de beleza tem a ver com a necessidade de se sentir adequada, fugindo da sensação de que a gente não serve do jeito que é', diz a terapeuta Dulce Critelli. Abaixo.. alguns exemplos dessas 'bonitezas':

'Transmito força e, ao mesmo tempo, tranqüilidade.
Minha beleza vem de dentro e se reflete, se espalha.'
(Anna Cesarkniss)


'Sou exclusivo. Não tenho o padrão da mídia, mas algo me faz diferente: sou elegante e educado. E adoro ser fotografado.' (Daniel Pontes)



'Até pouco tempo atrás, vivia me colocando para baixo. Mas, depois de uma temporada em Londres, minha vida mudou, sem cirurgia, nem dieta. Simplesmente porque comecei a acreditar em mim.' (Rafael Gomes)

'Quando criança, minha mãe era o meu ideal de beleza. Só mais tarde, descobri que também podia ser bonita. Herdei os olhos grandes e 'puxados' dela. Mesmo com meus dentes caninos proeminentes, me sinto linda.' (Elisangela Pessotti)

E VOCÊ, como se acha???

4 comentários:

Mônica disse...

lisa
Eu também li este texto. E achei interessante porque todos tinham uma alta estima muito boa.
Como professora é muito dificil aumentar a estima da criança.
Para que ela creça consciente de sua imprtancia, que não depende da beleza ou do tipo de cabelo.
com carinho Monica

Mônica disse...

Lisa
Voce é mesmo um amor.
Obrigada pela atenção . Suas palavras para Marilia me deixou muito contente.
Com carinho Monica

Rafael ;) disse...

Que interessante o texto, realmente as vezes não nos sentimos bem com nós mesmos por causa de coisas pequenas, e nem reparamos eem tudo que nós temos de bom ^^

ficou muito legal o texto ^^

Beijos ;)

Heloísa disse...

Lisa
Sem dúvida esse conceito de beleza está ligado à alta-estima. É importante desenvolvê-la e acho que atualmente existe uma preocupação maior a esse respeito.
Beijos