sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Sumi porque só faço besteira em sua presença, fico muda quando deveria verbalizar, faço piadas sem graça, digo absurdos quando melhor seria silenciar.
Sumi porque não há futuro e isso não é o mais difícil de lidar, pior é não ter presente e o passado ser mais fluido que o ar.
Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência, pareço desinteressada, mas sumi para estar para sempre do seu lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua desajeitada e irrefletida permanência.

(....)

"Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo. É o arremate de uma história que terminou, externamente, sem nossa concordância, mas que precisa também sair de dentro da gente.O amor não acaba, nós é que mudamos.." (Martha Medeiros)

3 comentários:

bacouca disse...

Lisa,
Como me encanta os extratos ou textos que coloca aqui no seu cantinho! Como me dizem sempre tanto e como saio daqui mais enriquecida!
Bem haja
Um beijo e bom fim de semana.

Anitas disse...

oi querida
tudo bem?
senti muito a sua falta por aqui, mas depois quem sumiu fui eu. rs
eu adorei esse seu post, também concordo que quando nos despedimos de um amor (e eu não acredito em vários amores) uma parte de nós se vai.

espero que tudo esteja bem com vc!

besosssssssssssss

Marisa Mattos disse...

Despedir..se de um amor é dor para SEMPRE!Amor,acredito eu é somente um...os demais serão sempre tentativas...Lindo sua maneira de verbalizar o amor...Adorei...